"Educar é um exercício de imortalidade. De alguma forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O professor, assim, não morre jamais...Entendo assim a tarefa primeira do educador: Dar aos alunos a razão para viver”.
RUBEM ALVES

terça-feira, 22 de maio de 2012

O que é inclusão digital?

video
Para estar incluído na sociedade da informação, é preciso falar a língua da tecnologia. Isso significa ter acesso a computador e à internet. Mas apenas isto não basta. Incluir uma pessoa digitalmente não é apenas "alfabetizá-la" em informática, mas sim fazer com que o conhecimento adquirido por ela sobre a informática seja útil para melhorar seu quadro social. A isso se chama de democratização das tecnologias e é isso que vai garantir que todos os cidadãos sintam-se realmente incluídos digitalmente. E para você, o que é inclusão digital?

terça-feira, 8 de maio de 2012

MÃES...

A palavra mãe vem do latim madre, que significa leito de rio, útero, terra mineral. As mais antigas celebrações do Dia da Mãe remontam às comemorações primaveris da Grécia Antiga, em honra de Rhea, mulher de Cronos e Mãe dos Deuses. Em Roma, as festas comemorativas do Dia da Mãe eram dedicadas a Cybele, a Mãe dos Deuses romanos, e as cerimônias em sua homenagem começaram por volta de 250 anos antes do nascimento de Cristo.
Durante o século XVII, a Inglaterra celebrava no 4º Domingo de Quaresma (40 dias antes da Páscoa) um dia chamado “Domingo da Mãe”, que pretendia homenagear todas as mães inglesas. Neste período, a maior parte da classe baixa inglesa trabalhava longe de casa e vivia com os patrões. No Domingo da Mãe, os servos tinham um dia de folga e eram encorajados a regressar a casa e passar esse dia com a sua mãe.
A maioria das fontes é unânime acerca da idéia da criação de um Dia da Mãe. A idéia partiu de Anna Jarvis. Em 10 de Maio de 1907, foi celebrado o primeiro Dia da Mãe, na igreja de Grafton, reunindo praticamente família e amigos. Nessa ocasião, a sra. Jarvis enviou para a igreja 500 cravos brancos, que deviam ser usados por todos, e que simbolizavam as virtudes da maternidade. Ao longo dos anos enviou mais de 10.000 cravos para a igreja de Grafton – encarnados para as mães ainda vivas e brancos para as já desaparecidas – e que são hoje considerados mundialmente com símbolos de pureza, força e resistência das mães.

domingo, 6 de maio de 2012

CHÁ DAS MÃES


Dia 04 de maio as mães tiveram oportunidade de participar do tradicional chá das mães. Foi uma tarde bastante festiva, com apresentações de alunos, sorteio de brindes e integração entre as mães presentes. Agradecemos a todas pelo apoio e pela participação.
Parabéns, mamães! Seus filhos são maravilhosos! Destacamos alguns destes momentos nas imagens.